Metal Gear Solid: A conspiração

Muitas coisas na nossa vida não tem resposta, um exemplo é se os ETs existem? Você sabe? Nem eu. Mas não vim falar disso, agora. Ontem, por não ter nada o que fazer, de madrugada (novamente), peguei minha EGM (citada dois posts abaixo) e comecei a ler algumas das coisas que me faltavam.

Nesse mês, segunda edição com a nova coluna “Spoiler” na revista, li a história por trás do game Metal Gear Solid 3. Eu não falarei exclusivamente deste game, mas começarei a redigir o post começando pelo dito cujo, e não somente por ele, de toda a trama e da invenção de tal game genial…

A saga Metal Gear COMEÇOU através do Metal Gear Solid 3. Eu seja, (provando que gênios ainda existem) Hideo Kojima lançou uma saga mais complexa que Star Wars, e começou o game através do Metal Gear Solid 3! Vamos para a ordem cronológica de jogos da história:

– Tudo começou em Metal Gear Solid 3, lançado em 2004, para PS2
– Depois passou para o Metal Gear original, lançado em 1989, para MSX (ou seja, já quebrou tudo e voltou lá pra puta que o pariu)
– Que por sua vez, continua a história em Metal Gear 2, lançado em 1990, para MSX2
– Daí sim foi parar pra um jogo mais conhecido, Metal Gear Solid, lançado em 1998, pra PlayStation
– Agora, com o momento mais normal da cronologia, passando do 1 pro 2, sem “quebras”, continua em Metal Gear Solid 2, lançado em 2001, para PS2
– E levando o velho chavão “por último, mas não menos importante”, Metal Gear Solid 4, que será lançado no tão longínquo 2007, para PS3, fechará de uma vez por todas a trama. E, como já anunciado por Hideo Kojima, será o último game da série. Sim, o último, para descontentamento geral.

Claro que nessa ordem que eu fiz aí falta vários games, mas essa é a cronologia básica que deve ser levada. Pra falar algum game que tá faltando, que é o único que posso falar com convicção, é o próximo Metal Gear para PSP, Portable Ops, recém-lançado.Nem todos estão ciente de tal obra prima dos video-games e de quão fantástica é essa história. Tem gente que ama, mas nunca tocou no jogo (este que vos fala). E tem os fanáticos (meu irmão. =P).

Mas agora, como ele pensou em tanta coisa assim? É MUITO complexa a história. A séria também é conhecida por misturar realidade com ficção, falando de temas “atuais” (levando a cronologia em conta) nos jogos, guerras e armas (que no jogo eles usam uma tecnologia que sendo estudada mais a fundo, não é tão impossível. É mais real do que parece)… Aqui vai a parte “A Conspiração” deste site sobre MGS2: “O enredo se baseia numa realidade distorcida do nosso mundo, mostrando situações e tecnologias que, acredite, não são totalmente absurdas. Idéias como manipulação genética para criar supersoldados e a criação de estações nucleares móveis, ambas presente no episódio do 32-bits, são uma ameaça presente nos dias atuais. Alias, são mostradas diversas ações realizadas sem o conhecimento público e atentados semelhantes aos feitos por grupos terroristas – sempre buscando dar realismo.”.

Chega a dar medo de pensar que essa ficção esta tão perto de nós e que se continuar assim, o mundo vai viver em uma guerra constante.

Conspiração maldita.

Fontes: MGS: The Unofficial Site ; Wikipedia ; Mega Portal Games e EGM Brasil

Anúncios

0 Responses to “Metal Gear Solid: A conspiração”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: