As férias

Que alegria quando chegam as férias, não? Aquela alegria de viajar, ir pra praia, se divertir com os amigos e aquela putaria toda que só, e somente, rola nas férias. Mas por que tanta alegria, você me pergunta nesta hora? Não faço a menor idéia caro não-leitor. Realmente. É legal acordar as 5 horas? Sim. É legal ir dormir as 7 da manhã? Sim. É legal sair de segunda a domingo, sem ter com o que se precoupar? Sim… Então achamos a resposta. Mas é estranho porque todo mundo gosta de sair de férias. E pior ainda, é no final delas, quando todo mundo tá com vontade de “rever os amigos porque tá com saudade”. Uma pessoa que fala isso no final das férias merece uma muqueta na fuça. Direi o por quê.

Primeiro que eu duvido, e digo aqui que aposto dinheiro sobre isso, que a pessoa referida ao falar na palavra “saudade” (que, as vezes, chega a ser usada vulgarmente junto com o verbo “amar”) não sente a menor falta, e, no momento, deve tar é curtindo suas férias tranquilo (a), cagando a andando pro que tiver em volta. Depois ainda que, se tivesse mesmo com saudade, reservaria algumas horinhas das 168 horas semanais totalmente vagas e se encontraria com a tal pessoa. É um mistério essas pessoas. Elas passam a PORRA DO ANO INTEIRO falando que precisam de férias (isso porque elas ainda só estudam. Tomara que depois elas trabalhem em uma colheita de café), e, quando recebem os benditos 2 meses de férias, ou 1 às vezes, fica falando que tá com saudade de meio mundo.

Sim, é inexplicável. Como mentir ou se mascarar, a saudade repentina é um mistério. E todo maldito ano é a mesma coisa. Exatamente a mesma coisa. Todo ano! Começa aula/trabalho, um mês depois: “Poxa cara, preciso de férias.”. Aí vem junho. No quinto dia: “Justo na hora que eu tava me acostumando chega as férias”. Volta aula/trabalho. Chega dezembro: “Cara, vou sentir muito sua falta”… Ele antecipa e narra, para o azar da outra pessoa, que vai sentir falta. E com todo tempo de suas férias ocupado pelo computador, cama e TV, ele manda um falso: “vamo marca de se encontrar nas férias ae!”.

Só falta o tapinha da falsidade nas costas pra jogar a merda no ventilador e se entregar. Que todas as pessoas que fazem isso MORRAM. Porque vai se foder, ficar se contradizendo nas férias é foda!

E para as pessoas que não fazem isso: continuem assim.

Anúncios

1 Response to “As férias”


  1. 1 Lucas janeiro 31, 2007 às 10:24 am

    Vitor, acho que expressões do tipo “vamos marcar de se encontrar nas férias” têm o mesmo tom daquelas que você diz mecanicamente quando um visitante vai embora da sua casa: “fica mais um pouco”, ou seja, são apenas palavras, palavras, palavras…

    Agora, quanto à essa coisa de quando se está no trabalho querer férias e vice-versa, acho que isso faz parte da nossa permanente insatisfação. Se a gente assumir que tudo está bem, acabam-se nossas desculpas…

    Um abraço, cara!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




twitter

calendário

janeiro 2007
S T Q Q S S D
    fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

%d blogueiros gostam disto: