Papos-Cabeça

Poucas coisas se igualam, pouquíssimas, ao prazer de ter aquela conversa com pessoas agradáveis, simpáticas, amigas e, além de tudo, inteligentes. Pessoas que além de ter uma afinidade, elas têm um senso crítico próprio, uma opinião formada sobre o mundo e sobre a vida, até um certo ponto, claro. Conversas engraçadas, assim como as postadas nos “Diálogos”, e aquela conversa diária corriqueira, são praticamente necessárias, mas façam de um papo cabeça, tão diário quanto. A recompensa é inigualável.

Vi-me caindo em uma conversa dessas, dias atrás. Não que seja ruim. Com uma pessoa que gosto, é, como disse, necessário. Essas conversas vão de Lula a aquela menina ali da esquina; Do Sri Lanka ao Alaska; De um picles a um crocodilo. De sentimentos a emoções que, se não surgisse tal oportunidade, poderiam residir escondidas por tempo indeterminado. Descobrimos coisas que antes nem sabíamos, e trocamos segredos que só surgem a partir da confiança criada.

Acaba a descobrir coisas até sobre você mesmo, que não eram evidentes. “Nossa! Eu sou assim? Nem sabia…”, e só melhora sua situação consigo mesmo. Poderíamos todos sermos assassinos, e caso não ocorresse um fato desse, poderíamos nunca saber. Claro que esse não foi o caso… Que bom. Descobrimos sentimentos ocultos. Paramos para pensar um pouco e ver os detalhes com alguém – isso que também deveria ser diário. Observar os detalhes fazem a diferença.

Verdades são trocadas constantemente. Aí que também descobrimos que existem pessoas como você no mundo. Que você não é único, mas ainda assim continua sendo diferente de todos. Atitudes que fazem uma pessoa o que ela é, de fato. Atos e opiniões iguais sobre diferentes assuntos (alguns considerados um caso perdido por mim), acabam caindo no mesmo ponto de início. Paremos de pensar que todos na minha idade já se embebedam e caem aos montes no alcoolismo, e começo a pensar que, assim como eu, e ela, ainda existem pessoas que são contra a bebida.

Isso foi somente um exemplo dos milhares de assunto que surgiram durante as horas que conversamos. Um, levemente relevante para mim, que costuma dar importância e atenção maior em um assunto como esses. Certeza voltarei a tocar nesse assunto. Mas depois… Outros milhares como notas, provas, amores e fracassos, ônibus para diferentes lugares passam com a mesma normalidade e interesse na conversa.

Porém, principalmente, o foco foi em opiniões. Sentimentos e posições de cada um na vida. Sinceridade, honestidade, o que acontece e está acontecendo na vida dos dois, como vemos e encaramos essas, algumas dificuldades, outras apenas etapas, na vida. Como nos comportamos diante de coisas que muitos desconsideram, e até como nos resolvemos amorosamente. Estilos diferentes, sexos diferentes, gostos diferentes. Acho que aquilo de opostos se encaixa mesmo.

Esse texto não passa nem perto de ser alguma coisa amorosa, que eu comecei a gostar de alguém e estou apaixonado, nem nada disso. Apenas coincidiu de sermos dois amigos do sexo oposto, conversando sobre coisas não típicas de nosso dia-a-dia. E isso se comprova com outras conversas. Outros dias, com outra pessoa. E a partir daí passo a comprovar: aquele tipo de conversa “ping-pong” (perguntas e respostas curtas, sobre tudo), é o tipo de conversa que pode se extrair o máximo.

Como um papo cabeça também proporciona a você o descobrimento de coisas sobre você mesmo, “ping-pong” o faz igualmente, e em dupla transação. Assim como descobre fatos sobre si próprio, o outro cidadão também tem de se abrir ao mesmo nível. Te fazendo, assim, descobrir coisas que não faria a mínima idéia antes dali, mesmo que o papo seja com o “melhor amigo”. Fato quebrado a partir daí: melhores amigos não existem, muito menos sabem tudo um sobre o outro, e você NUNCA irá conhecer alguém por completo.

Recomendo altamente, leitor, ter um papo assim com alguém. Tanto um papo bem sossegado, quanto um “ping-pong”. Não garanto que começarás a enxergar tudo de outra maneira, mas posso dar minha palavra que alguns segredos serão desencadeados, e assuntos que nunca antes pensara em discutir, serão tocados.

Anúncios

0 Responses to “Papos-Cabeça”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: