Quando te entendem

Como nunca nada é aplicado a apenas uma pessoa (e, acredite: isso é verdade), isso não deve acontecer só comigo. Uma das poucas coisas que não lhe causam preocupação é quando um ponto de vista seu, ou qualquer outra coisa que necessite explicações, é bem entendida pelo receptor. Igualmente bom é quando você entende coisas no mesmo nível: entender matemática, por exemplo, não é bom? Poucas pessoas entendem, então o número de pessoas que responderão essa pergunta é meio limitado. Não querendo chamá-lo de burro, mas se a carapuça serviu… Enfim! Continuaremos com o texto. Acho que o assunto é bem mais profundo que isso.

Pessoas que conseguem ser compreensíveis assim, não que sejam coisas rara, mas são poucas na vida de cada pessoa. Felizmente tenho muitas em minha vida, mas as vezes poucas delas se mostram realmente esforçadas a entender o que penso. Não necessariamente o que penso, mas se pelo menos mostrassem menos desprezo por alguns pensamentos inúteis que tenho, demonstrariam menos essa impressão. Acho muito bom quando posso falar com uma pessoa que consegue me entender, e quando não, que possam me ajudar. Porque as vezes nem eu me entendo, o que faz todos terem mais credibilidade, por pelo menos tentar.

Quando tudo o que você pensa, faz e espera entram em harmonia. Quando um plano seu entra em execução, e tens o retorno esperado, se não um retorno até maior. Quando a idéia que você quer passar, fazendo ou deixando de fazer, falando ou não falando, mentindo ou omitindo (que, por favor pessoal, são coisas totalmente diferentes), é entendida perfeitamente. Até porque depois de todo o pensado, planejado, ou seja lá o que, não tem mais porques de continuar escondendo o que previamente privou de mostrar.

Tem também as que entendem mais do que todas. As que vamos falar agora tem destaque até maior do que potenciais superiores, mas exatamente o diferencial dessas potenciais superiores as tornam não tão especiais quanto as ditas nesse parágrafo. E são difíceis de se encontrar. Porque é fácil falar que te entendem, mas não entendem porra nenhuma. Difícil é falar que te entendem, e demonstram isso. E quando isso acontece, é aí que você tem a prova de que o negócio é concreto. É difícil você entender uma pessoa sem ter passado pelo mesmo que ela. Então se você consegue tal coisa, seus amigos têm sorte de conhecê-lo. (Se bem que acho esse conceito bem complexo. Falarei sobre isso num texto futuro.)

Uma outra peça, de todas as que te entendem, são pessoas que passam ou passaram pelo mesmo que você, e sabe como poucos o que possam pela sua cabeça. Mesmo que nada nunca seja igual (não vai acontecer EXATAMENTE nas MESMAS condições isso tudo com alguém, pode acontecer parecido, mas igual não), elas podem dar, junto com as citadas acima, a pequena luz no fim do tunel. Se tem como diferenciar, mas ainda não elevando-as, são que essas podem te dar um veredicto do “depois”. Te mostrar uma das possibilidades do que pode acontecer com sua pessoa se tomar decisões que a leve ao mesmo caminho. E conselhos.

Um ser como eu nunca faz algo pensando em si. Quem me conhece sabe como sou. Mas quem lê o blog e não faz a menor idéia e acha que é um coelho voador com jetpack e visão raio-x, tipo o coelho do Kinder Ovo, que escreve aqui, faço um pingo de questão de apenas citar algumas das (irritantes) características do senhor dono desse blog: sou muito pessimista, e uso a desculpa de que sou realista para não admitir de fato isso (mas no fim acaba sendo um pouco de verdade); me diminuo tanto que nem sei comparar com alguma coisa depois que comecei essa frase; não tenho noção alguma do que eu faço/falo/qualquer coisa mais aplicável. E quem sabe de tudo isso, por favor, comprevem aos demais que o que eu falei é verdade.

Esse parágrafo acima serviu exatamente pra falar que quando faço algo, não faço sem pensar nos outros. E se fiz algo que prejudicou alguém, em qualquer sentido, principalmente alguma pessoa que amo, foi, sem dúvida, sem pensar, ou que saiu tudo fora do planejado antes do mesmo acabar.

Off: Eu sei que quem eu gostaria que lesse esse texto, o lerá. mas também sei que outras pessoas que foram afetadas por tudo isso, infelizmente, não lerão. E não só esse, como a trilogia que se seguirá a partir desse. Isso se não tiver uma futura 4ª parte.

Desculpa.

Anúncios

1 Response to “Quando te entendem”


  1. 1 Aluguel de Computadores abril 1, 2008 às 3:45 am

    Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Aluguel de Computadores, I hope you enjoy. The address is http://aluguel-de-computadores.blogspot.com. A hug.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: