Bloqueio

Acho que exatamente tudo o que falarei aqui será, ou é, perceptível em nos meus textos. As vezes é apenas momentâneo, mas agora tem durado mais do que deveria, e afeta assuntos que não deveria afetar, me atrapalhando com as pessoas que menos quero discutir, e bem agora, em momentos nada bons. Como se isso aparecesse exatamente para me atrapalhar, mas Figueira com certeza me falará que é pura hiperglicemia anal, “eu que to exagerando”, e só to falando isso porque é de minha natureza ser escroto assim. Assim como falar que é de minha natureza eu ser escroto. Espero tentar explicar como eu não tenho conseguido me explicar.

Como todos esses textos serão publicados em ordem de escrita, e essa entrará BEM NO MEIO de uma trilogia de textos, vou tentar esclarecer algumas coisas nele mesmo.

É um absurdo. Não necessariamnete um ABSURDO, mas é muito difícil falar isso. Como se um bloquei me impedisse de explicar tudo claramente a uma pessoa. Não que isso seja sempre necessário: como falei, tem sempre as pessoas que te entendem, mesmo você só fazendo caretas e apontando para o nada, tem pessoas que entendem com você explicando mesmo muito mal, e tem pessoas que não entendem. E nesse último caso é quando você tenta provar seu ponto explicando-se. Mas e quando a dificuldade está em você se explicar, passar tudo “mastigado” para uma outra pessoa?

Bem nesses casos que coisas piores podem acontecer. Uma pessoa não entender quando você é bem sucedido na sua explicação é uma coisa. Mas depois que você tenta explicar, considera-se um péssimo esclarecedor de idéias, e a pessoa ainda assim não entende, você fica se perguntando porque a pessoa continua numa incógnita sobre os atos que lhe cerca. E aí entra o explicar mal. Como falei, estou com um bloqueio “explicacional”. A pessoa não entendeu porque ela é burra mesmo, ou porque eu expliquei mal? Ou os dois (acreditem: acontece)? E é horrível, porque as vezes até você não souber se explicar e se esforçar tentando, pode criar imagens negativas.

Pois é! Você tentando se explicar, acaba apenas complicando mais a sua história, e o que era para ser esclarecido foi jogado abismo abaixo em rumo à quase-completa perdição. E como arrumar tudo isso depois? E entra uma coisa pretty aterrorisante também: se vira. Você fez a bagunça, agora limpa.

Alguns que se mostram tão sensatos e compreensíveis sempre, tornam-se incapazes de perceber detalhes que apenas por eu não conseguir explicar, parecem ser impossíveis de se compreender. E aí eu acho que é onde todo o non-sense entra. Porque se tudo o que eu pudesse falar, mesmo com as cabeças já amaciadas, e esforçando-se para tirar o máximo de proveito de uma explicação, mesmo deficiente, fizesse efeito, fizesse diferença, eu tentava. Mas qual motivação que tenho após óbvia mostra de ilógica? Não me resta mais nada a não ser desistir (futuro texto).

Exatamente quando acontecem coisas que necessitam explicações à todos em sua volta, é que te desanima. Por isso que você tem que torcer para estar sem um maldito bloqueio mental, e para que o receptor de sua mensagem compreenda de primeira, e sem muita enrolação, o que você quer mostrar do seu ponto de vista. Caso não entenda: que depois de uma explicação ele passe a te entender, compreender o que passa pela sua cabeça, e que respeite muito isso. Afinal: cada um é cada um.

Compreensões pela metade não são válidas. Ou você entende, ou você não entende.

Off: E se vocês não entendem isso, desculpa: juro que me esforcei, mesmo sabendo deste atual bloqueio. O que me resta é torcer para que vocês acabem entendendo… Eu já fiz a minha parte.

P.S.: Agora que acabei esse texto, a estranha sensação de que já havia escrito algo parecido (se não bem igual) me bateu. Seria verdade? Enfim. Sendo ou não: aposto que foram duas situações diferentes.

Anúncios

2 Responses to “Bloqueio”


  1. 1 Guilherme abril 4, 2008 às 2:01 am

    Bom texto. Bem escrito e tudo mais. Principalmente o parágrafo do “Pois é”.

    Mas, na minha opinião, ainda tá faltando, pra não dizer “concretizações”, exemplos. Os textos tão bons, mas exemplos ajudam a criar uma imagem melhor do que está sendo dito no texto e tudo mais. :)

    bjosmeligagato rs

  2. 2 Guilherme abril 4, 2008 às 2:02 am

    Ah, e o “Pois é” é o melhor se eu ignorar o “literalmente” ali :)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




twitter

calendário

abril 2008
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

%d blogueiros gostam disto: